R&M press release towards a unified future

Reichle & De-Massari (R&M), fornecedora global Suíça de sistemas de cabeamento para infraestruturas de rede de alta qualidade, apresenta novamente sua perspectiva de mercado para 2020. Olhando para o futuro, nós gostaríamos de compartilhar algumas estimativas de desenvolvimento em Redes Públicas, Data Center e LAN, que até recentemente, existiam lado a lado com pouca sobreposição. No entanto como os segmentos de mercado continuam a fundir-se, esta separação vai desaparecer...

Tendência para Cabeamento de LAN #1: Convergência

Aplicações como nuvem, software com serviço (SaaS), 5G, IoT e edifícios inteligentes mudaram o cenário da rede. Os pools integrados de recursos (virtualização) são cada vez mais compartilhados entre as aplicações. O IP está se tornando um meio comum para sistemas previamente separados e o cabeamento estruturado irá transportar cada vez mais dados juntamente com energia, iluminação, segurança - e muito mais. À medida que as LANs se fundem com a Automação Predial, surge um novo tipo de conectividade, que requer altos níveis de padronização, disponibilidade e confiabilidade. Uma abordagem 'All over IP' facilita isto, com tecnologia de construção e dispositivos de gestão de edifícios comunicando através de Ethernet e IP. LAN fornece uma camada física, com Internet e sistema de nuvem integrado como base. A Ethernet será cada vez mais utilizada para conectar em rede um número cada vez maior de dispositivos, e Power over Ethernet (PoE) irá alimentar de forma eficiente e barata mais dispositivos finais através de cabos de dados, permitindo aplicações avançadas de iluminação e sensores.

Tendência para o cabeamento de LAN #2: Single Pair Ethernet vs. Field Bus

Alta Densidade, conexões rápidas e instalação fácil são  pré-requisitos para redes flexíveis e escaláveis  - pode ser alcançado através da substituição do “field bus” tradicional por “Single Pair Ethernet”. Ao invés de introduzir a conectividade por cada aplicação, pode ser utilizada uma conectividade uniforme, independente do fabricante. Está simples instalação e manutenção, aumentam o número de pontos de conexão possíveis e reduz os custos com material e operação. Redes inteligentes e convergentes suportam tecnologias e aplicações para  economia de energia, como a gestão inteligente de espaço, dos recursos e da iluminação dos edifícios. O PoE pode alimentar e endereçar luminária de  LEDs através de endereços IP individuais em um edifícios. As empresas de infraestrutura podem integrar mais dispositivos em seus sistemas, alavancando os benefícios de uma rede unificada.

Tendências para redes de Telecom #1: Alavancando o FTTx

Uma vez lançado, 5G deve ser capaz de ligar 100 bilhões de dispositivos. A conexão de estações rádio-base 5G usando links de rádio não será mais suficiente - antenas devem ser integradas a redes de fibra e conectadas a centros de dados de borda (edge data centers). As pequenas células, as macros células e  as antenas do 5G requerem uma largura de banda considerável e baixa latência. Sem uma fibra onipresente, a introdução de 5G faria pouco sentido. Os provedores de serviços estão combinando as implementações FTTx e 5G para se beneficiar de uma infraestrutura comum que suporte ambas as plataformas. Na verdade, de acordo com estudos do FTTH Council Europe, investir em fibra significa que os operadores podem obter 5G praticamente "de graça".

Tendências para redes de Telecom #2: Rápido e econômico: WDM e microfibra soprada.

Multiplexação por Divisão de Comprimento de Onda (Wavelength-Division-Multiplexing - WDM) transmite diferentes serviços em diferentes comprimentos de ondas, aumentando a capacidade de forma rentável sem introduzir grandes quantidades de novas fibras. Envia e recebe múltiplos sinais, ao invés de somente um, aumentando efetivamente a capacidade da fibra. Soluções Add-Drop Multiplexer (ADM) permitem a extração de um pequeno número de conexões, por exemplo, na implantação de pequenas células, enquanto permite que o resto continue.

Uma solução bem projetada deve acomodar todos requerimentos atuais e de um futuro próximo, oferece custo mais baixo por conexão do que as plataformas existentes e fornece abordagem de "pagamento à medida que cresce" e caminho flexível para atualização  nos próximos anos. O investimento inicial em cabeamento pode ser mantido no mínimo, com a possibilidade de atualizar e expandir o FTTx / acesso de rede quando requisitado. Além disso, Air Blown Fiber (ABF) torna possível soprar a fibra dentro dos tubos somente quando necessário, reduzindo custos e reforçando a flexibilidade do design, e eliminando a necessidade de emenda e pontos de interconexão.

Tendências para redes de Telecom #3: Potencializando 5G

Uma maior disponibilidade de fibra e 5G trará demanda para uma grande variedade de novos produtos e aplicações (privadas, comerciais e industriais), tais como antenas escondidas ou camufladas, equipamentos PoE e soluções de conexões de curta distância. A conectividade de baixa latência irá suportar tudo, desde carros com piloto automático a serviços remotos de saúde, comunicação de máquinas, serviços urbanos inteligentes e comunicação móvel avançada (UHD, AR, casa inteligente, internet de alta velocidade...).

Tendências de redes Data Center #1: Maior importância da tecnologia na borda (edge)

Devido a limitações inerentes da solução wireless. A fibra é indispensável para o cabeamento e o sucesso na conexão de bilhões de sensores, permitindo uma largura de banda simétrica extremamente alta, ininterrupta e de baixa latência. Os requerimentos de processamento e transmissão de dados estão direcionando a criação de infraestruturas de borda (edge) que ampliam e dão suporte a estruturas centralizadas com capacidade de processamento no sistema de borda da rede. Conteúdos e aplicações populares são armazenados em cache mais próximos a mercados menos densamente interligados, melhorando o desempenho e a experiência.

Tendências para redes Data Center #2: Alta densidade

Uma solução de alta densidade pode impulsionar a capacidade e aumentar o espaço disponível enquanto se prepara para o futuro. Você pode começar com uma única unidade de rack e aumentar conforme necessidade. Como a infraestrutura de alta densidade é mais quente, o resfriamento é essencial. O cabeamento não deve restringir o fluxo de ar. Como os cabos são mais difíceis de organizar e manipular em racks densamente ocupados, torna-se difícil de ver o que você está fazendo. O risco de danos ou desconexões acidentais aumenta. Definitivamente vale a pena investir em racks e painéis desenvolvidos especialmente para soluções de maior densidade.

Tendências para redes Data Center #3: Gestão de infraestrutura automatizada (AIM - Automated Infrastructure Management)

Hoje em dia os Data Centers podem conter dezenas ou centenas de milhares de portas e Patch Cords. A automação da operação da rede está na ordem do dia, pois são necessárias soluções de hardware e software para diminuir a necessidade de pessoas e aumentar a eficiência. A solução AIM facilita a gestão de infraestruturas cada vez maiores e mais complexas, representado em uma única base de dados individual e consistente. Isso fornece uma visão em tempo real de recursos como portas de servidor, espaço de gabinete e requisitos de energia. Estas soluções melhoram imensamente a eficiência de operação, utilização e administração, ao mesmo tempo que reduzem o tempo de resolução de incidentes e o tempo de inatividade.

Quer saber mais? Ao longo das próximas semanas, vamos analisar mais de perto estas tendências e soluções relacionadas numa série de artigos separados.

Sobre a R&M

R&M (Reichle & De-Massari AG) é uma fornecedora líder global de produtos e sistemas a prova de futuro para comunicações e redes de dados. A estreita colaboração da empresa com parceiros certificados resulta em soluções de conectividade pioneiras nos setores de LAN, Redes Públicas e Redes Telecom, assim como Data Centers. A empresa familiar suíça representa inovação, qualidade e proximidade com os clientes. Graças a força inovadora da empresa, a R&M agora abrange toda a linha de conectividade.